domingo, 16 de julho de 2017

PORTO ALEGRE: ANTIGAS PEDREIRAS E SAIBREIRAS NA MIRA DOS LIXEIROS SUJOS!!!


O Blog IMPRENSALIVRERS recebeu uma informação de uma fonte altamente confiável  - de uma Fundação reconhecida internacionalmente -,  que aves de mau agouro estão de olho nas pedreiras e saibreiras desativadas de Porto Alegre para ali depositar lixo urbano e industrial altamente tóxico - lixo hospitalar, resíduos com chumbo e mercúrio.

Se não bastasse o lixão da Zona Norte (Aeroporto),  que contamina perigosa e criminosamente o lençol freático e o Rio Gravataí, por consequência o Rio Guaiba, agora uns "espertinhos", sem nenhuma tradição no tratamento e destinação final dos resíduos produzidos por uma grande metrópole, querem sujar Porto Alegre.


Esse "projeto" já foi abortado e sepultado na gestão Fogaça. Porém, um político decadente, que virou "consultor ambiental" anda alardeando que está com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre na palma da sua mão. Será que fala de ex chefe de gabinete? 

Esse ex-político se aliou ao que tem de mais podre, pior que o chorume que corre a céu aberto na cabeceira Norte do Aeroporto Internacional Salgado Filho.

Essa mesma turma, manjadíssima na área da construção civil, por seus estranhíssimos  "canais", que libera obras gigantescas sem a devida compensação está na jogada, o que representa sinal vermelho para Porto Alegre.


Nos bastidores o que se ouve é que um certo "CARDEAL", objeto de inúmeras denúncias por atos NÃO REPUBLICANOS  está no comando. Esse personagem já foi até capa de revista pela umbilical ligação com a ex-presidente. 

A mesma fonte lembrou que outras aves (urubus) amigos do "CARDEAL" costumam sobrevoar a Assembleia gaúcha, o centro de Porto Alegre e os portões da Elétrica da Vila Divinéia.


Não sabem os URUBUS que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal já planilharam por completo a atuação do famigerado grupo. Não adianta correr para baixo das ASAS DE GENERAL,  muito menos alardear que é amigo e parceiro de negócios com a ex-presidente Dilma. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário