terça-feira, 4 de julho de 2017

Multinacional (Zimmer/Biomet) confessa ter pago propina de próteses por 8 anos


Caminho da propina pode ajudar Governo brasileiro a identificar envolvidos na Máfia das Próteses. A prática traz enormes prejuízos aos planos de saúde e aos SUS, que pagam por produtos importados e superfaturados.

Relatores da CPI da Máfia das Órteses e Próteses na Câmara Federal e no Senado avaliam que a confissão de pagamento de propina a médicos do SUS por uma gigante do setor deve ser investigada no Brasil para dar "nome aos bois". Além disso, o novo capítulo da briga entre planos de saúde e fabricantes pode pressionar o Governo a tirar do papel as propostas dor relatórios finais dos dois parlamentares: deputado André Fufuca (PP-MA) e senador Humberto Costa (PT-PE).

A giganta americana ZIMMER BIOMET HOLDINGS, que é uma das maiores fabricantes mundiais de implantes de coluna, quadril e joelho, admite ter pago suborno em troca de facilitação nas vendas. Segundo a empresa, o esquema que começou em 2000 funcionou por 8 anos.

Para dar uma dimensão do tamanho da propina, a variação de preços de uma mesma prótese em diferentes Estados passa de 3.000%, segundo estudos da Anvisa. No acordo, onde se compromete a não negar as acusações ao público perante qualquer tribunal, a gigante Zimmer garante que o maior esquema de propina era operado aqui no Brasil.

Só que a gigante americana Zimmer está mentindo. O esquema ainda continua. A dona da Technicare Instrumental Cirúrgico (que vende Zimmer Biomet) está mandando e desmandando no Rio e numa parcela significativa de São Paulo. Muito "mimo" é distribuído...

O Blog IMPRENSALIVRERS nem vai falar na empresa Oscar Iskin, que mandava no INTO - Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia. Lá no INTO a poderosa Johnson & Johnson lavou a égua...

O gaúcho Alberto Beltrame e o governador Pezão. Amizade que rendeu bons fruto$ para o Beltrame...

O ex-chefão do SAS - Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame conhece muito bem o esquema. O gaúcho Alberto tinha muito "relacionamento" com os grandes fabricantes dos Estados Unidos. Alberto sempre foi protegido pela banda podre do PMDB do Rio de Janeiro. Entenderam?

Alberto Beltrame era quem decidia os preços (dos implantes) praticados pelo SUS... Entenderam?

Alberto foi muito chegado ao pessoal da Medtronic e da Johnson & Johnson...

Alberto Beltrame também é protegido do ministro Eliseu Padilha.... 

A farra continua no Brasil. Outras poderosas empresas estão dando muito "mimo" para seus cirurgiões...

Nenhum comentário:

Postar um comentário