segunda-feira, 6 de outubro de 2014

POLÍCIA FEDERAL ESTÁ NA COLA DE FIGURÕES: ASSUNTO ENVOLVE CRÉDITO DO PRONAF NO RS



Segundo agricultores, empréstimos eram transferidos para associação. Associação tem mais de 5 mil agricultores associados no Vale do Rio Pardo

Agricultores do Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, dizem que foram lesados pela entidade que representa a categoria na região. Eles fizeram empréstimos do PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), mas em muitos casos o dinheiro foi parar na conta da Associação Santa-Cruzense dos Agricultores Camponeses (ASPAC), integrante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA). Segundo os produtores rurais prejudicados, os empréstimos solicitados eram liberados pelo BANCO DO BRASIL, mas a associação dizia para o agricultor que o crédito não havia sido aprovado e transferia o dinheiro para sua própria conta. O MPA então convencia o produtor a encaminhar um novo pedido. Quando o segundo financiamento era liberado, a vítima era avisada que o dinheiro estava na conta. As transferências bancárias eram feitas pelo MPA com o uso de uma procuração, assinada pelos agricultores junto com os contratos do PRONAF. A POLÍCIA FEDERAL tem robustas provas sobre o assunto. Teremos novidades!!! Vem chumbo grosso!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário