terça-feira, 21 de outubro de 2014

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA INVESTIGA REPASSE DE R$ 1 MILHÃO AO INSTITUTO RONALDINHO GAÚCHO


Valor foi transferido pela União para ser utilizado em projeto social

A investigação do MINISTÉRIO DA JUSTIÇA sobre repasses feitos pela União ao INSTITUTO RONALDINHO GAÚCHO (IRG) corre sob sigilo de Justiça. A Informação foi confirmada pela assessoria do MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. O convênio firmado entre a União, a prefeitura de Porto Alegre e a entidade da família ASSIS MOREIRA garantiu, em 2008, R$ 2,3 milhões para serem 'aplicados' no projeto JOGOS DE VERÃO, destinados a crianças em condições de vulnerabilidade social da zona sul da Capital. 

No entanto, uma inspeção especial do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO constatou, neste projeto, graves irregularidades que somam R$ 1,17 milhão. E é este valor que está sendo investigado pelo MINISTÉRIO DA JUSTIÇA após pressão do TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

PROJETO JOGOS GAÚCHOS DE VERÃO

Este projeto iniciou em setembro de 2008 e teria a duração de um ano. O valor do convênio firmado entre a Prefeitura de Porto Alegre, o Ministério da Justiça e o Instituto Ronaldinho Gaúcho estava estimado em R$ 2.377 milhões, sendo R$ 2,326 milhão da União e R$ 51 mil da Prefeitura de Porto Alegre. Esta 'nova' parceria visava atender 2.150 jovens em condições de vulnerabilidade social, entre 14 e 17 anos, com atividades esportivas - como o handball, voleibol, futebol e basquete. Durante as atividades esportivas, também estava prevista capacitações de caráter pedagógicos, cultural e de profissionalização.

A inspeção especial do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO constatou irregularidade referente ao valor de R$ 1,17 milhão neste convênio e que devem ser devolvidos aos cofres públicos. As graves irregularidades se referem a despesas com pessoal, assessoria de imprensa, alimentação, transporte e com o serviço de segurança. Uma grande maracutaia!!!

O vereador WALDIR CANAL (PRB) tem que dar boas explicações na POLÍCIA FEDERAL, e para a população de Porto Alegre e para seus colegas da Câmara Municipal sobre seu vergonhoso e fajuto 'relatório' que foi aprovado na CPI DO INSTITUTO RONALDINHO GAÚCHO. O vereador do PRB só 'apontou' problemas administrativos, e vergonhosamente só sugeriu a glosa de aproximadamente R$ 270 mil. Uma vergonha vereador WALDIR CANAL!!! O seu 'relatório' foi desmascarado pelo TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO e está sob rigorosa investigação do MINISTÉRIO DA JUSTIÇA e da POLÍCIA FEDERAL. Que vergonha vereador VALDIR CANAL!!! O ex-prefeito JOSÉ FOGAÇA vai ter que pagar o pato. Também deverá sobrar para o prefeito JOSÉ FORTUNATI. É impressionante como o prefeito FORTUNATI arruma problemas na sua 'gestão'!!!

Essa investigação do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO deu essa encrenca graças ao trabalho do vereador MAURO PINHEIRO (PT). Foi o vereador petista que propôs a CPI. A CPI foi um sucesso!!! A CPI mostrou as roubalheiras e o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO agiu com rigor. Só que 'tropa de choque' da prefeitura tentou abafar. O relator (vereador Canal) fez um relatório vergonhoso. Só que o vereador CANAL tem que aprender uma lição: O DIABO FAZ A PANELA, MAS NÃO FAZ A TAMPA!!! DEUS CASTIGA VEREADOR!!!

Em 30/08/2012, a CPI DO INSTITUTO RONALDINHO GAÚCHO foi encerrada 'sem a comprovação de fraude'. O relatório (do vereador Waldir Canal) diz que as irregularidades identificadas em contratos se devem a 'erros' na prestação de contas. Por 5 votos a 2, os membros da CPI na Câmara Municipal de Porto Alegre aprovaram o 'relatório' do vereador WALDIR CANAL (PRB). O vereador disse que não houve fraude. Palhaçada do vereador igrejeiro!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário